Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unitau.br/jspui/handle/20.500.11874/220
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Avaliação da relação entre obesidade, cárie e doença periodontal em adolescentes
Authors: Correia, Juliana Souza Closs
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo comparar parâmetros nutricionais com presença de cárie e condição clínica periodontal entre grupos de adolescentes com e sem obesidade atendidos nas Clínicas de Nutrição e Odontologia da Faculdade São Lucas, Porto Velho- RO. O estudo foi transversal, do tipo caso- controle. Foram incluídos indivíduos entre dez e 19 anos de idade, de ambos os gêneros, previamente avaliados quanto ao estado nutricional (Índice de massa corporal – IMC de peso para estatura, soma das dobras cutâneas triciptal e subescapular e inquérito de freqüência alimentar), foram alocados nos seguintes grupos: eutróficos (entre percentil 15 e 85 para IMC) e obeso (acima do percentil 85 para IMC e dobras cutâneas), sendo 18 indivíduos em cada grupo. Foram determinados o CPO-D, os índices de controle de placa e de sangramento gengival bem como valores de profundidade de sondagem e nível clínico de inserção em toda a boca. Os resultados apresentaram que a obesidade não foi fator diferencial com relação ao índice CPO-D, e que quanto maior o índice CPO-D, menor foi a ingestão de vegetais e maior o consumo de doces. A obesidade também não foi diferencial na ocorrência de periodontite e não houve relação entre a ocorrência de periodontite e os valores dos ICP e ISG. Já o padrão de ingestão alimentar entre os adolescentes positivos e negativos para periodontite demonstra que os grupos têm ingestão semelhante de proteínas e carboidratos complexos, porém em relação à ingestão de vegetais e doces (carboidratos simples), ocorre variação importante. O grupo positivo para periodontite faz ingestão bem menor de vegetais e maior de doces do que o grupo negativo para a periodontia. Conclui-se que não houve relação entre obesidade e doença periodontal, assim com não houve relação do ICP e ISG com a periodontite, que a doença periodontal foi mais presente em jovens com idade a partir de 15 anos; houve uma relação dignificante entre a baixa ingestão de vegetais e alta ingestão de doces (carboidratos simples) tanto com a o quadro clínico de periodontite, como para um alto índice CPO-D e que A orientação nutricional para uma alimentação saudável, medidas de higiene oral adequadas podem prevenir o aparecimento ou o agravamento das doenças bucais.
Abstract: This search had as an objective to compare nutritionals parameters with caries presence and periodental clinical's condition among teens groups and without obesity taken care in the Nutrition's Clinics and Dentistry at São Lucas's college in Porto Velho-Ro. The study was transversal, which means that each case has been controlled. They had been put individuals between ten to 19 years old in both kind, previously evaluated how much to the nutritional state (IMC of weight for each stature, the add of the cutaneous triciptal and to subscapular and alimentary frequency's inquiry), they had been placed in the following groups: eutróficos (between percentile 15 to 85 for IMC) and obese (above of percentile 85 for IMC and cutaneous folds), being 18 individuals in each group. The CPO-D, the indices of teeth's matters and gingival bleed as well as values of depth of sounding and clinical level of insertion in all the mouth. The results had presented that the obesity was not the main differential related to index CPO-D, and that the bigger the CPO-D, less was the ingestion of vegetable ingestion and the biggest absorption of candy. The obesity also was not the main differential in the periodontitis occurrence and it did not have relation to the occurrence of periodontitis and the values of ICP and ISG. But the standard of alimentary ingestion between the positive and negative adolescents for periodontite demonstrates that the groups have similar protein ingestion and complex carbohydrate, however in relation to the ingestion of vegetables and candies (simple carbohydrate), it occurs important variation. The positive group for periodontitis ingest less vegetable and much candies than the other group, the negative one.Which can be concluded that it did not have relation between obesity and periodontal illness, also did not have relation of ICP and ISG with the periodontitis, and the periodontal illness was more present in teens from15 years old; it had a significant related to a low vegetable ingestion and a high candy ingestion (simple carbohydrate) in such a clinical chart of periodontitis, as for one high index CPO-D and that the nutritional orientation for a healthful feeding, and verbal hygiene can prevent the appearance or the aggravation of the buccal illnesses.
Keywords: Doença periodontal
Cárie dentária
Obesidade
Dieta
Nutrição
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: Português
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade de Taubaté
metadata.dc.publisher.initials: UNITAU
metadata.dc.publisher.department: Departamento de Odontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Odontologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.rights.uri: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0
URI: http://repositorio.unitau.br/jspui/handle/20.500.11874/220
Issue Date: 2008
Appears in Collections:Dissertações – Odontologia - PPGO

Files in This Item:
File SizeFormat 
Juliana Souza Closs Correia.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons